Adolescente e a internet - Proteja seus filhos com uma boa conversa


No domingo, li o Jornal Estado de São Paulo, mais precisamente a parte Comportamento e logo na capa estava escrito: "Autoexibição de adolescentes na web ganha audiência e desafia autoridades". A reportagem conta que este é um caso entre centenas que ocorre no mundo virtual e essa situação é tão nova que as autoridades não sabem como combatê-las.

No mesmo domingo, assisti uma reportagem no Fantastico: "Fiquei apavorada, diz adolescente filmada seminua na internet". Reportagem que relata um casal de adolescentes em cenas de carícias ousadas transmitidas ao vivo, pela internet.

Mais uma vez é visível que este problema na relação entre adolescentes e internet não se limita a famílias desestruturadas, mas sim a jovens que tem acesso ilimitado a rede.

Sabemos que a internet é envolvente, seduz qualquer pessoas pela facilidade de informação, curiosidade e muito mais coisas que ela pode nos proporcionar. Se isso é oferecido para nós adultos, imagine o que um adolescente curioso, onipotente e que não pensa nas consequências de seus atos pode conseguir na rede.

Estamos em um momento delicado, em que a repressão não adianta, por isso uma boa conversa com seu filho, expor suas preocupações, vale mais a pena que uma censura.

Por: Simone Barbosa Pasquini

Nenhum comentário: